Pesquisar
TOP
Biblioteca do Cabelo Cabelo Natural Conversando Intro

Perdi os meus caracóis ao usar a chapinha…

PARTILHAR

A minha história…

Depois 1 ano e tal sem ver o meu cabelo esticado, decidi sozinha esticá-lo com a nova chapinha que comprei da L’Oreal Steampod V2… Relembro que há uns bons meses atrás já tinha tentado fazer um alisamento com a minha antiga chapinha da Corioliss mas só me fiquei pela metade, o processo não foi nada fácil neste meu cabelo denso 4B e com as pontas naturalmente muito frisadas.

L’Oreal Steampod V2

O alisador da Steampod por ser a vapor facilita muito mais o alisamento do cabelo crespo porque o cabelo fica mais resistente à humidade e por isso fica com um acabamento final mais liso, macio e com as cutículas seladas.

No dia que fui estiquei usei antes do brushing o protetor térmico que veio com a Steampod (é da mesma marca que o alisador). Fiz o brushing e tal, passei uma vez com a chapinha em cada mecha e pronto, o cabelo estava BRUTAL nesse dia, super lisinho, macio, sedoso, cheio de movimento, com brilho e tudo mais! Perfect! Para dormir fiz um wrap para mantê-lo liso (ou pelo menos tentar)… Mas só aqui uma notinha: nunca fui muito boa a fazer os tais wraps! E para “variar” no dia seguinte acordo com o cabelo cheio de frizz essencialmente nas pontas, ainda por cima era um fim-de-semana de calor intenso (36ºC) e mal soltei o cabelo transpirei imenso nas costas por já não estar habituada a tê-lo com tanto comprimento.

E o que é que a miss Sandra decide fazer?! (Bem foi aqui que começaram todos os erros)… Ligo novamente o alisador para “corrigir” o frizz e poder tirar umas belas fotos do meu momento histórico de cabelo liso, mas o raio do cabelo não estava a cooperar e quanto mais tentava alisar mais ele ficava rebelde… (Um reparo: normalmente quando passamos o alisador por cima de muito frizz, pensamos que estamos a corrigir o problema, mas o cabelo tende a ficar mais resistente ao alisamento, mas eu não me tinha lembrado mais deste pormenor…). Bem, com isto tudo passei com a chapinha umas 4-5 vezes nas mesmas mechas, com uma incidência maior nas mechas perto da zona da nuca e nas mechas da frente perto da testa. E todas as passagens foram feitas na temperatura máxima de 210ºC!!

E o MAIOR erro de todos foi quando na penúltima passagem da chapinha, achava eu que já tinha concluído todo o processo e decido pôr a laca Pro-line para dar brilho (esta laca contém álcool e paraffin!). O cabelo entretanto volta a ganhar frizz nas pontas nas zonas onde andava a transpirar e, nunca mais me lembrando que gordura + calor é igual a fritar, passo novamente a chapinha… E pufff…só vejo o meu cabelo a deitar FUMO! Mas eu na altura estava mega assustada a pensar que tinha sido a minha nova chapinha que se tinha estragado e por isso é que estava a deitar aquela fumaça, nem me ocorreu o cenário do cabelo “frito”, então assim que me apercebi que estava tudo bem com o alisador, volto a passar nas outras mechas lol. Contudo, o triste cenário dos danos já tinha acontecido e só notei quando lavei o cabelo e os meus caracóis não voltaram mais nessas secções que aconteceu a fumaça.

Tentativa de um Wash N Go com gel
(na zona da frente o cabelo permaneceu liso sem caracóis após várias lavagens)

Infelizmente isto é real, o cabelo pode ficar liso só com a chapinha, mesmo sem usar nenhum tipo de químicos! E os cabelos que são super sensíveis ao calor, devem ter especiais cuidados ao alisar!

Resumo dos erros a evitar:

  • Não usar temperaturas máximas nos cabelos mais sensíveis (não mais do que 200ºC)
  • Não passar com a chapinha mais do que 2 vezes na mesma mecha!
  • Não usar nenhum tipo de gordura antes de alisar o cabelo (nada com petrolatos/paraffin, ou óleos de fritar como o óleo de coco, azeite, etc.). Este último ponto é o mais grave e o que pode tornar o cabelo liso para sempre! Por exemplo no meu caso, só as zonas onde “fritei” o cabelo é que nunca mais reverteram para os caracóis depois de o lavar.

Clica aqui para veres como consegui os meus caracóis de volta…


PARTILHAR

«

»

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *