Pesquisar
TOP
Biblioteca do Cabelo Cabelo Desfrisado Cabelo Natural Cabelo Pintado Intro

Como recuperar de um cabelo danificado (passo-a-passo)

PARTILHAR

O teu cabelo está danificado ou muito seco, quebradiço e sentes-te perdida sem saber exatamente o que fazer ou por onde começar?

Nesta postagem explico-te passo-a-passo o que deves fazer para recuperar o teu cabelo…

1. Identificar e parar a causa do problema

O primeiro passo de todos é tentar descobrir a causa dos danos. Se não souberes a causa do problema como poderás corrigi-lo?!

Possíveis causas de danos capilares podem ser por exemplo:

  • Tintas / Descolorações / Madeixas;
  • Alisamentos frequentes com chapinhas / secadores / modeladores (calor direto no cabelo);
  • Alisamentos com chapinha e secadores com temperaturas muito elevadas;
  • Alisamentos / Relaxamentos com químicos;
  • Tranças / Tissagens muito apertadas;
  • Exposição excessiva ao Sol e contacto frequente com a água do mar ou com cloro;
  • Demasiada manipulação e tensão nos penteados;
  • Falta de tratamentos capilares regulares (fios excessivamente ressecados);
  • Etc…

Se te identificaste com um ou mais destes pontos, então é exatamente esse(s) ponto(s) que tens que começar por parar de fazer para recuperar o teu lindo cabelo!

Se achas que as tintas ou a descoloração ou os relaxantes é que te danificaram o cabelo, então nem penses nem tão já em olhar sequer para uma tinta ou um descolorante ou um relaxante.

Se costumas alisar frequentemente o cabelo ou usar muitas vezes o secador, então está na hora de metê-los de lado pelo menos até que o teu cabelo ganhe mais força.

As tranças muito apertadas também são um perigo para couros cabeludos e fios de cabelo sensíveis. A solução é mudares para outros penteados menos agressivos.

Se o teu cabelo ficou danificado este Verão pelo Sol e a água do mar/com cloro, clica aqui para leres um post especificamente relacionado com esse tema.

E se o teu problema for o ressecamento dos fios, põe a preguiça de lado e bora lá tentar recuperá-lo desse pesadelo!

2. Escolher uma Máscara Reconstrutora

Para recuperares o teu cabelo, a base de tudo está num bom tratamento reconstrutor, e para fazeres esse tratamento precisas de uma máscara de proteínas (máscara reconstrutora).

Os nossos fios de cabelo são constituídos por proteínas que se ligam entre si e formam a estrutura capilar, mas quando o cabelo está danificado essas ligações proteicas podem ser quebradas e as cutículas podem ficar abertas, ou seja, mais expostas aos danos e por isso menos o cabelo mantém as moléculas de água dentro dos fios de forma a mantê-lo hidratado. Os fios reflectem menos luz por não terem as camadas de cutícula tão seladas e por isso ficam com um aspecto baço e sem vida.

De forma a tentar emendar esta situação toda, usamos máscaras reconstrutoras para “repor” ou simular as proteínas que foram rompidas e o cabelo ganhar de novo a sua estrutura saudável.

ORS Hair Mayonnaise; Aphogee Keratin 2 Minute Reconstructor; Affirm 5 in 1 Reconstructor

Clica aqui para consultares mais outras máscaras reconstrutoras.

3. Escolher uma Máscara Hidratante

Antes de passares ao passo de criar a rotina semanal, preciso de te explicar algo muito importanteNão devemos abusar das máscaras reconstrutoras, porque assim como nos podem ajudar a recuperar o cabelo, também podem deixar o nosso cabelo num estado pior se as usarmos exageradamente ou não intercalarmos com uma máscara hidratante!

Mas o que é uma máscara hidratante? É uma máscara constituída com ingredientes como água, emolientes (como por exemplo a glicerina e álcoois hidratantes, etc.), e podem também conter alguns óleos e manteigas ou ingredientes como aloe vera, mel, etc. Se tiveres o cabelo crespo (tipo 4) convém mesmo arranjares uma máscara hidratante que possua óleos e/ou manteigas.

Uma dica: geralmente quanto mais crespo é o cabelo, mais espesso devem ser os produtos que usas, ou seja, devem ter mais óleos e manteigas nos ingredientes. Mas não leves isto à regra porque factores como a porosidade ou espessura do fio podem também influenciar na preferência da espessura dos produtos!

Novex Santo Black Poderoso Máscara; Shea Moisture Raw Shea Butter Deep Treatment Masque; Afro Vida XXL Hidratação Buriti

Clica aqui para consultares mais outras máscaras hidratantes.

4. Criar uma rotina capilar semanal

Agora que já escolheste a máscara reconstrutora e hidratante que vais usar, então podes criar a tua rotina capilar semanal.

Nesta rotina capilar estes são os produtos mais essenciais:

  1. Shampoo hidratante
  2. Shampoo purificante (anti-resíduos)
  3. Máscara reconstrutora
  4. Máscara hidratante
  5. Leave-in / Creme
  6. Óleo Natural ou Manteiga

Qual é a diferença entre um shampoo hidratante e um shampoo purificante? Bem, normalmente os shampoos ressecam muito o cabelo e couro cabeludo, e como o teu cabelo já está bem sensível não deves aplicar nada que o torne ainda mais ressequido e quebradiço, por isso mesmo deves optar por trocar o teu shampoo por um shampoo mais hidratante. Geralmente os shampoos hidratante não contêm sulfatos, porque sim estes são os ingredientes principais responsáveis pelo ressecamento! Mas como nada é perfeito, os shampoos sem sulfatos não são suficientes para remover a 100% a acumulação de produtos e sujidade do cabelo, por isso de tempos em tempos deves usar um shampoo purificante (anti-resíduos). Estes shampoos anti-resíduos têm sulfatos e costumam ser transparentes. Vais notar que os shampoos anti-resíduos limpam o teu cabelo a 100% mas também ressecam bastaaaaante!

O que é um leave-in? Não sei se te lembras mas há uns anos atrás o pessoal costumava ter o hábito de não enxaguar o condicionador do cabelo para que a hidratação permanecesse durante mais tempo. Então as empresas vieram com a ideia de criar um produto com o nome leave-in conditioner, ou seja é um condicionador específico para não enxaguar, mas em termos práticos acaba por ser o mesmo que um creme hidratante mas para usar no cabelo molhado ou húmido. É bom usares um leave-in depois de lavares o cabelo para que a hidratação perdure mais tempo no teu cabelo.

Para que serve o óleo ou a manteiga? Quando hidratas o teu cabelo com um creme ou leave-in passadas algumas horas o cabelo tem tendência a ficar novamente ressequido. Isto acontece porque os cremes e leave-in’s são produtos feitos à base de água e com o passar das horas as moléculas de água evaporam-se do cabelo, daí ficar seco… Então a solução para contornar isto é usar um produto espesso que vá selar as cutículas dos fios para não deixar que a água se evapore. Estes produtos espessos selantes são os óleos naturais, vaselina, e as manteigas (manteiga de karité, manteiga de cacau, manteiga de manga, manteiga de cupuaçu, etc…)

Rotina capilar para o cabelo danificado:

  1. Dia de Lavagem:
    1. Lava o cabelo pelo menos 1 vez por semana com o shampoo hidratante.
    2. Depois de enxaguares, divide o cabelo em 4 secções e vai aplicando a máscara em cada secção (só deves parar de passar a máscara com os dedos se o cabelo já estiver bem suave, macio e maleável).
    3. Se ainda não desembaraçaste o cabelo, esta é altura ideal para o fazeres, enquanto cabelo está super suave e maleável.
    4. Após passares a máscara e desembaraçares, cobre-o com uma touca de alumínio ou uma touca de plástico (ou mesmo com um saco de plástico também serve). Isto vai permitir que se gere um efeito de estufa no cabelo e ele absorva ainda melhor os componentes da máscara.
    5. Deixa atuar a máscara durante pelo menos 15min e depois enxagua.
    6. A cada semana intercala a máscara hidratante com a máscara reconstrutora. Por exemplo, se esta semana usaste a máscara hidratante na próxima semana deves usar a máscara reconstrutora.
  2. Hidratar o cabelo depois da lavagem:
    • Sempre depois de lavares o cabelo usa um leave-in ou um creme hidratante e a seguir um óleo e/ou uma manteiga para que os fios se mantenham hidratados durante um longo período de tempo.
    • Se estiver extremamente danificado no comprimento dos fios e nas pontas ou for do tipo 4 bastante ressequido, a melhor opção mesmo seria fazeres o método LOC ou LCO que consistem em usar 3 produtos: um leave-in, um óleo e a seguir um creme espesso ou manteiga. Desta forma as tuas pontas ficam bem seladas e protegidas contra tensões e possíveis rupturas. Clica aqui para leres mais pormenores sobre estes métodos.
  3. Hidratar o couro cabeludo
    • Se o teu couro cabeludo for muito seco e descamado, não te esqueças de massajá-lo muito bem com um óleo puro natural (ex.: óleo de jojoba, ou óleo de abacate, ou óleo de coco, ou azeite…)
  4. Usar um shampoo purificante de tempos em tempos:
    • Uma vez por mês ou sempre que sentires necessidade de limpar a fundo bem o couro cabeludo e cabelo, usa um shampoo purificante (anti-resíduos) mas exclusivamente na raiz, não ponhas muito no comprimento dos fios porque este tipo de shampoos é bastante agressivo! Podes ver aqui exemplos de alguns shampoos purificantes/anti-resíduos.

5. Saber a altura certa para re-hidratar o cabelo

Quanto mais crespo é o teu cabelo geralmente menos dias aguenta hidratado. Dependendo do teu tipo de cabelo e estado de ressecamento deves re-hidratá-lo quando sentires que está a ficar seco. Aliás, antes até do teu cabelo ficar num estado de ressecamento lastimável já deves prevenir hidratando-o bem primeiro. Por exemplo se sabes que o teu cabelo de 4 em 4 dias fica seco, então ao 3º dia deves hidratá-lo fazendo o método LOC ou LCO.

6. Fazer Hot Oil Treatments ou o Greenhouse Effect

O Hot Oil Treatment (Tratamento com Óleos Quentes) consiste em aquecer óleos naturais em banho-maria, aplicá-los no cabelo húmido e a seguir cobrir o cabelo com uma touca e deixar atuar por pelo menos 30min.

O Greenhouse Effect (Efeito de Estufa) é muito parecido ao Hot Oil Treatment mas é feito com óleos naturais sem estarem aquecidos, ou seja no estado normal.

Estes tratamentos ajudam os fios a restabelecerem a sua elasticidade natural, principalmente o Hot Oil Treatment. Além de que protegem os fios de cabelo de fatores externos e melhoram a sua capacidade de hidratação essencialmente se usares óleos penetrantes como o óleo de abacate, óleo de coco, azeite, ou óleo de babaçu. Por outro lado, se o teu objetivo é mais a proteção dos fios e a selagem da hidratação os melhores óleos são o óleo de cânhamo, óleo de girassol, óleo de cártamo, ou óleo de grainha de uva.

7. Desembaraçar o cabelo no momento certo

Quando o teu cabelo está cheio de nós e embaraçado é fundamental que desembaraces quando NÃO está seco e frágil porque como está danificado, tem pouca elasticidade e qualquer mínimo puxão (escovar, pentear, etc) vai causar a quebra dos fios.

Por isso o melhor mesmo é penteares o cabelo durante o banho enquanto tens a máscara ou o condicionador posto.

Se for o teu dia de fazer o tratamento reconstrutor (com a máscara reconstrutora) e achares que a máscara não é amaciante o suficiente para desembaraçares, então antes de lavares o cabelo com shampoo usa este Pre-Shampoo da African Pride que faz maravilhas ao cabelo, deixando-o SUPER macio e fácil de tirar os nós. Se não tiveres o Pre-Shampo, usa o teu condicionador mais hidratante, a seguir enxagua, põe o shampoo, enxagua, e depois usa a tua máscara reconstrutora, etc.

Para desembaraçar as melhores opções são os pentes com poucos dentes ou com dentes mais afastados como este ou este aqui. Ou então a escova Tangle Teezer ou a Escova Multi-pente.

8. Proteger o cabelo durante a noite

Na altura de dormir para protegeres o cabelo de estar constantemente a roçar na almofada e lençóis da cama usa uma touca ou lenço de cetim ou seda.

Os tecidos em cetim/seda são suaves para os fios de cabelo e não causam tanto atrito nem absorvem tanto a hidratação do cabelo. O algodão é mais agressivo, tem a tendência a absorver os produtos que tens no cabelo e geralmente acorda-se de manhã com o cabelo mais seco porque os produtos ficam todos acumulados na almofada.

Se não te sentires confortável a dormir com uma touca ou lenço, podes optar por usar uma fronha ou lençóis de cetim ou seda. Podes encontrar aqui alguns modelos de toucas, lenços e fronha de cetim.

9. Usar penteados menos agressivos

O cabelo danificado está no seu estado mais frágil/sensível. Portanto, durante este período em que estás com o cabelo assim, evita usar penteados que sejam muito agressivos para o cabelo, tais como alisamentos com chapinha/secadores, tranças ou tissagens muito apertadas e durante muito tempo, apanhados/totós muito apertados todos os dias, etc… Deves também evitar desfrisar/relaxar ou pintar/descolorar o cabelo durante esta fase.


PARTILHAR

«

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *